Cuide de si, diga não à Hipertensão!!!

0

O tema de hoje é bastante atual HTA (Hipertensão Arterial).

Devido ao sedentarismo, à falta de tempo para uma alimentação equilibrada, ou até mesmo a dificuldade económica que o país esta atravessar, cada vez mais temos doentes hipertensos!

A falta de dinheiro, para comprar a medicação ou a falta do mesmo, para comprar alimentos mais saudáveis tem sido a principal argumentação dos doentes!

Isto dá que pensar!!! Os nossos idosos não tomam a medicação!!!

Se conhecem alguém que esteja a passar por esta situação, falem e passem-lhes aquilo que aqui vos vou deixar!

 

O que é a HTA:

A hipertensão arterial é uma doença crónica, que consiste numa subida, constante, dos valores tensionais acima dos 140 mmHg (pressão diastólica) e 90 mmHg (pressão sistólica).

Sinais e Sintomas:

  • Quando a doença é já avançada poderá sentir:
    • Cefaleias matinais;
    • Visão enevoada;
    • sangramento do nariz;
    • Cansaço frequente;
    • Taquicardia (sentir o coração a bater muito depressa).

Fatores de risco:

  • Ter na família directa uma pessoa com hipertensão;
  • Idade avançada;
  • O consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  • O excesso de peso;
  • Uso de contraceptivos orais;
  • Ser fumador;
  • A falta de exercício físico;
  • Uma alimentação rica em gorduras e com excesso de sal.

Complicações que pode provocar:

  • Trombose ou AVC (acidente vascular cerebral);
  • Ataque cardíaco (EAM) ou outros problemas cardíacos (ex: angina de peito);
  • Problemas nos rins;
  • Perda gradual da visão.

Como prevenir:

  • Faça uma dieta saudável:
    • optar por frango, peru, peixe, frutos e vegetais frescos, arroz, feijão, ou seja, comidas com poucas gorduras e cozinhadas com pouco sal, prefira as ervas e condimentos para temperar.
    • Faça 5 a 6 refeições diárias;
    • Beba cerca de 1,5 litros de água por dia;
    • Coma e mastigue devagar, em ambiente calmo, de forma a ficar satisfeito com pouca quantidade;
  • Faça exercício físico, como caminhar durante 30 a 45 minutos por dia, 3 a 5 dias por semana, sendo este indispensável para diminuir o stress, e caso necessário perder peso.
  • Diminua a ingestão de álcool e café e, se possível, “corte” o consumo de tabaco.
  • Avalie a tensão arterial regularmente.

Recomendações:

  • Procure relaxar e descontrair! Não frequente locais que lhe gerem stress ou situações que provoquem ansiedade.
  • Viva a sua vida com calma, sem sobressaltos! Procure controlar as suas preocupações.
  • Dê a si mesmo, diariamente, o descanso merecido!
  • Tome apenas a medicação prescrita pelo médico e segundo as suas indicações;
  • Não pare de tomar os seus medicamentos mesmo que a TA (tensão arterial) assuma valores normais.

Por isso, não os deixe acabar!

  •  Se sentir efeitos desagradáveis da medicação, consulte o médico, mas não pare de os tomar.
  • Dirija-se ao Centro de Saúde para vigiar a sua TA  e o seu peso com  a regularidade recomendada;
  • Se sentir alterações não hesite em marcar uma consulta para hipertensos no Centro de Saúde com apoio da equipa multidisciplinar;
  • A sua TA só deverá ser avaliada quando estiver relaxado, comodamente sentado e sem sentimentos de ansiedade.

A vigilância e o controlo da Tensão Arterial é essencial!

Adopte estilos de vida saudáveis;

e…

 

Deixe o seu Coração Bater com Saúde!

Saúde será o equilíbrio?

0

Para início  deste tema decidi trazer-vos duas definições de Saúde.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define Saúde como: Estado de completo bem-estar físico, mental e social e não meramente a ausência de doença ou enfermidade.
Saúde é “(…) construída e vivida pelas pessoas dentro daquilo que fazem no seu dia-a-dia (…)” através do cuidado de cada um consigo mesmo e com os outros.(Carta de Otawa,1986).

Podemos então dizer, que para ter saúde é necessário estar em equilíbrio com alguns factores. Como refere a OMS.

 

Certamente ao ler este post, vocês iram fazer uma retrospectiva, para ver se estão em equilíbrio para obter saúde.

Fisicamente será que me sinto bem? Mentalmente como estarei? E socialmente, será que estou em harmonia e equilíbrio com tudo o que me rodeia?

Estas serão algumas das questões colocadas ao nosso ser…

E eu pergunto!

Será que todos os dias nós construímos a nossa saúde?

De que forma o fazemos?

Eu tenho construir a minha vida em função daquilo que me faz feliz!

Aprendi a viver um dia de cada vez, sem tentar sofrer por antecipação/ sem stress.

Hoje penso que quando vivia em constante ansiedade e stress estava a prejudicar a minha saúde física, mental e até mesmo social.

(Decidi vos falar um pouco do stress por ser um tema da sociedade actual).

Vejam como…

Devido a libertação repetida do hormónio de stress a corticotropina (CRH), existe uma diminuição da libertação de serotonina, que é uma substância importante para a sensação de sentimentos de bem-estar.

Alterações físicas, mentais e sociais:

  • Aumento da pressão arterial;
  • Maior susceptibilidade a infecções;
  • Distúrbios gastrointestinais, (diarreia e obstipação);
  • Distúrbios alimentares, (ganho ou perda excessivos de peso);
  • Resistência à insulina (associada ao diabetes tipo 2), e exacerbação do diabetes;
  • Dor de cabeça;
  • Insónia;
  • Diminuição do desejo sexual e impotência temporária nos homens;
  • Descontrolo menstrual;
  • Diminuição da concentração;
  • Inibição da aprendizagem;
  • Redução da memória;
  • Alterações tegumentares (pele), exemplo, à acne;
  • Diminuição da qualidade de vida;
  • Redução de sentimentos de prazer e realização;
  • Relações interpessoais/intrapessoais prejudicadas;

Estudos indicam que a incapacidade de nos adaptarmos ao stress, está associada ao início de depressão ou ansiedade.

Como prevenir o stress?


– Técnicas de relaxamento: são um óptimo método de prevenção e tratamento para o stress. Exemplo: Exercícios de respiração, relaxamento muscular, meditação e massagem.

– Exercício físico: é fantástico para desviar o foco do stress, sabe-se que pessoas que praticam exercício físico regularmente, não são tão, vulneráveis a situações de stress. Algumas sugestões de exercícios: ginásticas aeróbicas, caminhadas, natação e Yoga.

– Uma dieta saudável e rica em cereais integrais, vegetais e frutas, é fundamental para a redução de stress. Deve-se também evitar o abuso de álcool, cafeína e tabaco.

– Outro dos métodos são, as técnicas cognitivas e comportamentais.


Estes métodos querem uma avaliação do individuo para identificar a causa do stress e seleccionar aquilo que o faz sentir-se melhor. R
estruturando prioridades e identificar as experiências positivas que diminuem o estresse.

Lista de ideias:

  • Férias, escolha um sitio que lhe traga tranquilidade;
  • Ouvir música;
  • Tempo para laser;
  • Ler um livro;
  • Ir ao SPA;
  • Caminhadas ao ar livre;
  • Evite o contato com a fonte de stress;
  • Aproveito todo o tempo livre para actividades que interessantes e agradáveis.
  • Tenha um animal de estimação.
  • Redução de sentimentos de prazer e realização
  • Relações interpessoais/intrapessoais prejudicadas

Em soma encare as situações do dia-a-dia de uma forma diferente. Tente manter o sentido de humor mesmo que sejam situações difíceis.

Rir é um dos melhores remédios para o mal-estar, aliviar a tensão.

 

Até ao próximo post!

Namesté

Porque é que o cabelo cai mais no Outono?!

0

Olá malta, tudo bem?

Dando continuidade à nossa rubrica sobre queda de cabelo, hoje vamos falar de queda do cabelo sazonal.

Porque é que o cabelo cai mais no Outono?!

15914167_eOW5m

Certamente, já todos ouviram alguém mais velho dizer que “cai a folha cai o cabelo”,  é bem verdade, durante o Outono dá-se uma mudança natural do cabelo, derivado ao nosso metabolismo. Vários estudos realizados, dizem que o cabelo cai mais no Outono e na Primavera, que é onde existem mais substituições capilares.

Chama-se queda sazonal a este tipo de queda. Já todos nós nos apercebemos que nesta altura os cabelos ficam mais frágeis e quebradiços, devido a uma carência de vitamina B12, vitamina D, originando assim uma fragilidade do bolbo piloso.

Esta queda também tem outros fatores, como a pouca exposição ao sol, raiz mais húmida, excesso de vitamina A, entre outras.

Mas, Catarina esta queda tem tratamento? Existe alguma forma preventiva??

Sim, claro que sim!

  1. Tudo no nosso corpo é determinado pela nossa alimentação e o cabelo não é excepção, uma alimentação saudável rica em vitaminas, proteínas, ferro e minerais é  fundamental;
  2. Máscaras à base de ingredientes naturais, por exemplo  uma mistura de gemas de ovo com azeite extra virgem e algumas gotas de limão. Entre outras;
  3. Deixar descansar o cabelo, evitando submetê-lo a tratamentos técnicos, como pinturas, permanentes ou a utilização de placas para alisar e modelador de caracóis, secador;
  4. Usar shampoo e condicionador adequado ao tipo de cabelo;
  5. Não lavar o cabelo todos os dias;
  6. Não dormir nem  prender o cabelo enquanto este estiver molhado;
  7. Não lavar o cabelo com água muito quente, pois as altas temperaturas fragilizam o cabelo e couro cabeludo deixando-o mais fraco e ressecado;
  8. Fazer uma exfoliação do couro cabeludo, para remover células mortas que possam estar a tapar os poros.
  9. Após terminar o Verão é aconselhado que se faça um corte das pontas duplas e ressecadas pelo sol, para que este fique mais saudável.
  10. Evitar o uso de gorros, chapéus ou toucas para não abafar constantemente o couro cabeludo, deixe o cabelo apanhar um pouco de sol.

É importante salientar, que antes de qualquer coisa temos de saber se esta queda é normal ou não, tendo em atenção à quantidade, sabe-se que é normal perder entre 50 a 100 fios de cabelo por dia.

Posso adiantar que para uma queda de cabelo sazonal o tratamento é de um mês e depois aplica-se um tónico fortificante. Para uma queda mais acentuada, o tratamentos é com o uso de shampoo e ampolas anti-queda durante 3 meses.

Se vir que a quantidade de perda de cabelo é acentuada, aconselho a consultar um especialista, só este saberá de que tipo de queda se trata bem como os tratamentos.

Bem pessoal espero que tenham gostado deste post e que seja útil para todos.

Partilhem aqui se têm esse problema com a queda de cabelo e quais os tratamentos que já utilizaram!

Mil beijinhos

P.S: não se esqueçam de me seguir nas redes sociais e subscreverem-se no canal do youtube 😉

Queda de cabelo: O que é o cabelo

0

Olá Malta!!!! Tudo bem??

O post de hoje vai ser o primeiro de uma rubrica que quero fazer aqui no blog. Quero partilhar aqui com vocês um tema muito interessante, sobre o qual muitas pessoas têm bastantes dúvidas, Queda de cabelo.

Existem vários factores para a queda de cabelo. E vou tentar abordá-los todos, para poderem ficar com uma visão diferente desta problemática.

O cabelo é para muita gente uma afirmação da pessoa, a sua importância no mundo da moda e da beleza advém de há muitos e muitos séculos atrás. Para muitos é uma marca um estilo ou simplesmente uma maneira de se diferenciarem na sociedade.

Mas o cabelo não serve apenas para nos “embelezar”, ele é muito importante para o ser humano sendo ele o responsável pela proteção de todo o nosso corpo, como vamos verificar mais à frente.

Mas para começarmos este tema vamos começar nada mais nada menos, do que pelo inicio (:

O que é o cabelo:

É um pêlo típico do mamífero, formado por haste, raiz e folículo. O cabelo é um tecido morto, composto por queratinaproteínas afins.

Os pêlos do couro cabeludo, das sobrancelhas e das pestanas são diferentes dos outros pêlos espalhados pelo corpo.

A cabeça de um ser humano adulto tem cerca de 100.000 a 150.000 filamentos capilares, cresce  em média 1 cm por mês.

o_foliculo_piloso

Tipos de pêlo

Lisos, crespos, ondulados e de muitas cores.

Estrutura do pelo

transferir

Cutícula:

É a camada mais externa do pêlo, é composta por células de queratina tem forma de escamas e é transparente. Ela proporciona ao fio proteção, flexibilidade, força e brilho. Esta camada é hidrófila (gosta de água) e por ser a camada mais externa funciona como uma barreira protetora ficando ela mais exposta a agressões químicas e mecânicas. (poluição, sol chuva, escovar, pentear, permanentes, colorações, descolorações etc) Ela serve de proteção ao córtex contra lesões e perdas de humidade.

Cortex:

É a parte intermédia do pêlo chamada vulgarmente pelo “coração”, é composta essencialmente por queratina. É responsável pela resistência força e elasticidade do pêlo. Constitui aproximadamente 85% do peso total do cabelo e é aqui que encontramos os pigmentos naturais ou a melanina do cabelo.

Medula:

É a parte mais interna do fio e ainda não se sabe ao certo a sua função, sabe-se apenas que nela se encontra queratina e que não existe em todos os fios.

A melanina é uma proteína responsável pela cor do cabelo.

A queratina é uma proteína fibrosa que dá resistência, elasticidade e impermeabilidade à água.

Função do pêlo

Proteção: protege contra a radiação solar e o frio. (Cabelo e sobrancelhas)

Barreira mecânica: Filtra a entrada de micro organismos, (sobrancelhas, cílios e pelos nasais).

Termo regulador: aumento da superfície de evaporação de suor (principalmente axilas),

Fases do pêlo

fases_crescimento_foliculo

 Anágena:  Fase de crescimento ativo do cabelo. Dura de três a seis anos.

Catágena:  Fase de transição, ou repouso ou seja, o cabelo começa a morrer.

Dura três a quatro semanas.

Telógena: Fase onde o cabelo morto é empurrado por um novo fio anágeno. Dura aproximadamente três a quatro meses.

Aqui fica a base de tudo, desta forma será mais fácil entender tudo o que vem depois.

Mil beijinhos

CA